13 de mai de 2016

#QVN: atualização!


Devo um turbilhão de explicações! Eu ia gravar um vídeo, aí desisti. Depois quis escrever, mas desisti porque quase ninguém acessa blogs, estão todos no YouTube. Pensei em gravar de novo, mas meu lance é escrever. Então resolvi escrever mesmo, leia quem gostar de ler! HAHA

Vamos separar por partes?

A última vez que atualizei o #QueridaVidaNova, eu tinha acabado de me mudar para um lugarzinho só meu. Tive problemas na república que morava não por minha causa pq eu sempre sou um amor e tinha alugado uma pequena casinha para morar sozinha. Isso aconteceu no início de julho no ano passado.

Os meses passaram bem, eu ia comprando as coisinhas para a casa aos poucos, mas em novembro a crise arrebentou a porta da minha casa não, ela não bateu com sutileza e eu comecei a ficar sem saída. Eu buscava emprego a todo custo, meu currículo parecia panfleto de tanto que eu distribuía, mas não houve jeito. Em dezembro, quando entrou um dinheirinho, deixei minha casinha em Petrópolis e voltei para Americana. Cerca de um mês depois, eu e meus pais voltamos em Petrópolis para dar um jeito nas minhas coisas e na casa que eu morava.

E como tudo custa dinheiro, aliás este que eu não tinha, minha faculdade está trancada temporariamente. A transferência para uma aqui perto custaria bastante, eu teria que viajar bastante também por causa da papelada do FIES, e não tinha como. Então tranquei. Mas não desisti do jornalismo! No segundo semestre eu pretendo voltar, já estou com algumas faculdades em mente e ansiosa para voltar a estudar!

Agora...

O momento que estou passando é de constante espera. Assim que voltei de viagem, procurei emprego, mas sem sucesso. Agora faço um bico que amo demais, que é montar digitalmente álbuns de casamento! Me sinto sendo responsável pelas melhores memórias de duas pessoas que se amam sim, sei ser romântica! e ainda tenho um dinheirinho que me ajuda e bastante! 

Mas preciso esperar pelo tempo do trancamento para voltar a estudar; esperar a situação financeira do país melhorar para ter um emprego. Esperar para poder voltar a investir em mim e também, esperar para saber qual meu futuro na blogosfera. 

Sobre ter voltado, ter trancado e esperar esperando, não vejo como um retrocesso. Eu tinha outras escolhas, a mais viável era voltar para casa. A gente as vezes pensa que, quando um jovem volta pra casa dos pais, ele desistiu de tudo, não quer saber de mais nada e só quer conforto. Mas há tantos outros bilhões de motivos e caminhos que levam à isso, não dá pra ter um opinião convencionada sobre.

Eu, por exemplo, estava à beira de um precipício e a melhor escolha nessas horas é dar alguns passos para trás. Mas ah, a vida ainda tem tanto pra me mostrar, Deus tem tanto pra me ensinar, há tantas experiências para viver!

Espero que tenham gostado dessa atualização, senti uma falta imensa de falar com vocês, mesmo não os conhecendo na real. Logo eu posto sobre como foi morar sozinha e longe dos meus pais, o que isso mudou na minha vida e tudo mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário